Pinotage

Essa é a única variedade autenticamente nativa da África do Sul. Uma cepa com uma história muito interessante, a começar pela origem de seu nome.
 

Moscatel

Muscat, Moscato, Moscatel. Certamente você já ouviu falar dessa uva. Mas está na hora de entendê-la.
 

O que são cepas?

Quando o assunto é vinho, toda hora alguém fala em cepa. Afinal, o que é isso?
 

Sangiovese

Essa uva é a essência de alguns dos maiores ícones da Itália, no mundo dos vinhos. E ocupa 10% dos vinhedos daquele país. Bons motivos para conhecê-la melhor...
 

Zinfandel ou Primitivo

Para começar a falar dessa cepa, primeiro vamos esclarecer: a Zinfandel e a Primitivo são a mesma uva. Assim como Crljenak kaštelanski, uma antiga variedade da Croácia, da qual as duas descendem.
 

Grenache

Grenache é uma das uvas mais plantadas no mundo, alguns dizem ser a primeira de todas! Encontrada em famosos vinhos tintos, a Grenache também produz excelentes rosés, e até vinhos de sobremesa e fortificados. É muito trabalho para uma única uva!
 

Touriga nacional

Entre as mais de 250 castas nativas de Portugal, esta é a mais famosa e a mais representativa da cultura do vinho português!
 

Merlot

A palavra “merlot” significa pequeno “merle”, ou melro, em francês, que é um pequeno pássaro preto, comum na Europa. A origem do nome talvez esteja na comparação da cor preto-azulada das uvas maduras com a dessa ave, ou na forma como os melros gostam de comer essas uvas antes da colheita. Na realidade, melros são considerados, pelos enólogos, como uma das pragas da vinha.
 

Malvasia

De origem mediterrânea, a Malvasia é, na realidade, uma família de uvas, todas muito aromáticas. E, provavelmente, uma das mais antigas.
 

Cabernet Sauvignon

A rainha das uvas nasceu no coração de Bordeaux, mas conquistou vinhedos em todo o mundo, sem perder o caráter clássico e a elegância, típicos da realeza.
 

Sousão ou Vinhão

Por que dois nomes? Porque na região portuguesa do Minho, de onde essa casta vem, ela se chama Vinhão. No Douro, onde mais se estabeleceu, ela é conhecida como Sousão.
 

Tempranillo

Essa é a uva mais ilustre da Espanha, responsável pelos famosos vinhos de Rioja e de Ribera del Duero. Essa é a Tempranillo.
 

Pinot Noir

Borgonha produz vinhos lendários, em regiões vinícolas notórias, como Clos de Vougeot, Romanée-Conti, La Tache, Chambertin e Le Musigny. Todos os grandes vinhos borgonheses têm uma coisa em comum: Pinot Noir, uma das uvas mais antigas da França, e considerada, por muitos, a mais elegante.
 

Refosco

Refosco é uma família de uvas de pele escura. Antiga, suas origens nos levam à região banhada pelo Mar Adriático, onde estão Friuli-Venezia Giulia (nordeste da Itália), a Eslovênia e a Croácia.
 

Bonarda

Essa uva, considerada uma variedade exótica, tem cada vez mais destaque no mercado mundial. Se você ainda não a conhece, chega de perder tempo...
 

Shiraz

Para os franceses, Syrah. Para os australianos, Shiraz. Chame-a como quiser. Mas desfrute seus prazeres.
 

Pinot Grigio

Essa cepa é considerada uma mutação genética natural da Pinot Noir. Grigio, ou Gris, significa “cinza”, que é o tom dessa uva. Não é por acaso que a Pinot Grigio é considerada parente da Pinot Noir (preta) e da Pinot Blanc (branca).
 

Carmenère

Essa variedade é conhecida como “a uva perdida de Bordeaux”. Aliás, Carmenère era parte do corte dos vinhos de Bordeaux, muito antes da Cabernet Sauvignon, que apareceu somente no século 18, e da Merlot, surgida no século 19.
 

Tannat

Essa uva francesa nasceu em uma região chamada Madiran, ao pé dos Pirineus, mas é considerada, de fato, um patrimônio nacional do Uruguai!
 

Mourvèdre

Essa é uma cepa originária da Espanha, onde é mais conhecida como Monastrell, e onde é a segunda uva mais cultivada. Mas a Mourvèdre desenvolveu-se também muito bem na França, na Austrália, na Califórnia e em Portugal, onde também é chamada de Mataró. Na França, o efeito seco no palato lhe rendeu um apelido: Etrangle-Chien, algo como um cachorro estrangulador.
 

Gewürztraminer

Uma variedade de nome difícil, de pele grossa e rosada, e que está por trás de alguns dos vinhos mais aromáticos de todo o mundo. Produz desde líquidos secos até excelentes doces. Além disso, uma uva que provoca reações extremas, mas nunca indiferença...
 

Alicante Bouschet

Essa é uma uva relativamente nova. Surgiu somente no final do século 19, pelo cruzamento entre Petit Bouschet e Grenache.
 

Barbera

Nativa do Piemonte, no noroeste da Itália, a Barbera é a uva mais plantada na região. Apesar de o Piemonte ser famoso pelos vinhos tânicos produzidos com a uva Nebbiolo (Barolo e Barbaresco), são os Barbera, vinhos de estrutura leve, que são consumidos no dia a dia do piemontês.
 

Malbec

Uma das uvas mais interessantes para se conhecer a história, sem dúvida, é a Malbec. Então, acompanhe...
 

Cabernet Franc

Essa uva muitas vezes é considerada como irmã menor da Cabernet Sauvignon, mas não é essa a relação familiar entre essas uvas, não...
 

Lambrusco

Dentre todas as uvas italianas, essa é uma das mais antigas. Os antigos etruscos já cultivavam essa cepa, antes do desenvolvimento da civilização romana.
 

Garganega

Essa uva é natural da região do Vêneto, no nordeste italiano, mais especificamente das províncias de Vicenza e de Verona. Que tal conhecê-la melhor?
 

Gamay

Uma uva tinta de pele escura, famosa por produzir vinhos de estilo leve. Assim é a Gamay. Como se pronuncia? Para dizer Gamay, diga Gamê.
 

Riesling

Uma das principais uvas de vinho branco do mundo, a mais importante da Alemanha, às vezes incompreendida e injustiçada... Riesling, responsável por alguns dos melhores, mais complexos e mais longevos vinhos brancos!
 

Alvarinho

Exuberância, teu nome é Alvarinho! Se preferir, Albariño!